Se em Suzuka o tempero da corrida foi boa, com Guinepal apertando de todas as formas Baldissera, em Kyoto sobrou emoção no GTBR 1, e sim, estava cheio de ingredientes para ser uma etapa para lá de apimentada. Ao longo da semana todos os pilotos treinaram, com o destaque para o menino Jonatas que venceu o GTBR2 na Etapa de Suzuka e agora iria disputar com os pilotos mais rápidos do GTBR1.

A surpresa começa pela pole de Grina que tira de Baldissera a possibilidade da sexta Pole Position. Guinepal mais uma vez se mostra rápido. As disputas em Kyoto se mostram emocionantes ao longo de todo pelotão. Grina conquista a vitória em Kyoto, mas com pressão de todas as formas de Baldissera, pois nesta etapa o caçador virou caça, e a caça se tornou caçador. Grina poderia ter conquistado o Hat Trick pela segunda vez no campeonato se não fosse o estreante menino Jonatas, que no final da prova conquistou a volta mais rápida.

No GTBR 2 quem se destacou foi Lucas Mattos, o lendário The Azul. Em uma corrida segura The Azul fez a pole e se manteve longe do pelotão livre dos excessivos toques que aconteceram no pelotão. Se não houve briga pela P1, da P2 até o fim de grid não faltou disputa.

Rafael Vedovello outro piloto que estreou recentemente no GTBR, fez o segundo tempo mas ao longo da corrida era impossível saber quem terminaria em qualquer das posições. Marcio Simôes foi outro piloto que buscou uma corrida mais conservadora e foi definindo a P2 após o 2/3 da corrida. Dariva acelerou muito brigou por todas posições da P2 em diante. Amaral, o Homem Raio X conquistou a volta mais rápida da corrida e certamente lutaria por posições se não fosse prejudicado por batidas e toques que sofreu ao longo da corrida. O GTBR2 foi etapa marcada por estratégias, por muitas disputas e excessivos toques, sendo que podemos afirmar que apenas The Azul ficou de fora desta situação. Confira como foi a etapa nos vídeos abaixo:

 

GTBR2

GTBR1