Escolha uma Página

Cayman Porsche Cup – Etapa 05 – 18/02/2018 – Nurburgring GP

40 Pilotos convocados e 34 presentes para a Etapa 05, e embora o campeonato esteja muito desenhado para Paulo Silva pelo que ele fez nas últimas 4 etapas, temos muitos pontos em aberto e tudo pode acontecer. Desta vez o traçado é Nurburgring GP, um traçado técnico e ao mesmo tempo polêmico, pois no decorrer da semana nos treinos os pilotos abusaram da área de escape o que levou a comissão de pilotos se posicionar de uma forma mais dura e exigindo o Driving for Prefection que tanto valorizamos desde o início de nossas atividades em 2006. Vamos ao que interessa? Vamos saber dos grupos.

GTBR3

Ds 14 pilotos relacionados para o GTBR3, 12 compareceram para a disputa. O destaque desta vez estava com o sempre rápido piloto Daniel Castro, André Classen, Juliano Ramos entre outros pilotos que iriam lutar para escalacar para o GTBR2.

Também teríamos a estréia de 3 novos pilotos , Junior Campana, Bruno Fabrega e Rodrigo Belle. Seriam 16 voltas e muita disputa em Nurburgring. Vamos ver como foi a disputa no GTBR3?

Daniel Castro mostrou o favoritismo em pista e conquistou a vitória no GTBR3, seguido de perto pelo estreante Junior Campana. Junior Campana porém segue em investigação, após registro de protesto que será analisado nesta semana e pode ou não confirmar a P2. No decorrer da semana a Comissão de Pilotos irá convocar o piloto Junior Campana e o requerente para após a analise fazer as devidas considerações. Aliás esta é a nova postura da Comissão de Pilotos, não mais tratando os assuntos no reservado, pois alguns insistem em falar em favorecimento, quando aqueles que já foram convocados na Comissão de Pilotos viram e aprovaram a forma como as coisas são conduzidas tendo mais de 90% de aceitação nas decisões que ali são tomadas.

Na P3 veio ele, José Guilherme Radaell que fez uma corrida consistente e conquistou com muita propriedade a P3 e uma vaga no GTBR2 seguido do inoxidável Gordinho Peludo, também conhecido como Emerson Machado na P4.

Outro piloto que surpreendeu em pista foi Juliano Ramos que fez uma excelente corrida e que conquistou  a vaga no GTBR2 para a próxima etapa com a desclassificação de Madrigora. Juliano demonstrou excelente evolução cruzando na P5 seguido de Rafael Granha na P6. Na P7 chegou Chrislei Vieira acompanhado de André Classen na P8, Marcel Mello na P9, Cristian Dariva na P10, o estreante Bruno Fabrega na P11 e estreante Rodrigo Belle na P12.

O piloto Chrislei foi convocado pela Comissão de Pilotos, e mesmo após apreciação e posicionamento unanime da Comissão de Pilotos não aceitou o argumento dado pela  Comissão de fechar deliberadamente o piloto Junior Campana após a Dunlop Hairpin, e foi advertido.

GTBR2

O grande desfalque na etapa aconteceu no GTBR2. Dos 13 pilotos convocados apenas 9 compareceram para etapa. Munhoz, por um motivo familiar não poderia participar. Jhony Supre enfrentava problemas de internet. Heraldo Gobbi retornava de viagem e lutava contra o relógio para participar e Allan Fatoni, bem já sabíamos que estaria em viagem.

No GTBR2 tinham vários pilotos que prometiam esquentar a chapa. Alexandre Joel, Matheus Laini, Diogo Braga (Jarrinho), Diogo Amaral, Valdemiro Filho, iriam disputar com os não menos acirrados pilotos Luis Bete, Anderson Fiuza, Luciano Massafeli, Alberto Kafejian, a disputa para conquistar as primeiras posições e partir para a última etapa no GTBR1. Vamos ver como ficou a disputa?

Infelizmente vimos muitos toques no GTBR2, e tivemos a convocação do piloto Madrigora. O piloto Madrigora não aceitou a convocação na mudança de postura da Comissão de Pilotos e desceu o verbo no grupo, ferindo assim várias regras descritas no estatuto do piloto e acabou sendo desclassificado da etapa e excluído do campeonato. Vale a pena ressaltar mais uma vez que o GTBR Gran Turismo Brasil não cobra nada para realizar seus eventos, apresenta uma estrutura pouco convencional no automobilismo virtual, e faz eventos de qualidade, e desta maneira a maior exigência do Gran Turismo Brasil esta no cumprimento dos pilotos do Estatuto do Piloto e das regras vigentes do campeonato, não cabendo qualquer discussão sobre o mesmo. Ademais é exigido no mínimo o respeito pelo trabalho voluntário e gratuíto que é feito por toda organização do Gran Turismo Brasil.

Mas vamos falar de quem brilhou na pista no GTBR2. Alexandre Joel decolou voo na pista e conquistou a vitória no GTBR2, seguido de perto por Diogo Braga (Jarrinho) na P2, Matheus Laini na P3, Diogo Amaral na P4, Luis Bete que cruzou na P5 porém foi desclassificado, e acabou cedendo a P5 para Valdemiro Filho, Anderson Fiuza na P6, Luciano Massafeli na P7, e Beto Kafé recebu um ponto por ter a queda de conexão.

Desta forma, com a vaga extra do piloto Madrigora, 5 pilotos do GTBR3 irão subir para o GTBR2 para a última etapa. Os pilotos que irão descer para o GTBR3 são: Heraldo Gobbi, António Carlos Munhoz, Jhonatan Silveira e Allan Fatoni.

GTBR1

13 pilotos convocados e 13 pilotos na pista e desta forma o GTBR1 iria ferver. Uma pena que a conexão comprometida de alguns pilotos fizeram com que 2 pilotos destes 13 tivessem queda de conexão bem antes de completar 80% da prova. Ai a disputa seria insana. Bruno Cruzeiro, Thiago Gonzaga, Paulo Silva, Guilherme Walicek, Marcos Grina, Márcio Almeida, Júlio Cotting, Conrado Bastos, Diego Kreusch, Renato Alves, Leonardo Maganha, Felipe Caminha e Everson Vieira. A bateria da morte estava formada.

Surpresas aconteceram na etapa, mas para não cortar o grande barato, vamos deixar com que a narração de Bruno Lombardi e Diogo Braga (Jarrinho) nos conte como foi a prova no vídeo abaixo. Aliás temos que elogiar a forma descontraida com que estas duas feras narraram e deram emoção ao GTBR1. Certamente integrarão ao time de narradores do Gran Turismo Brasil.

Como o vídeo de Bruno Lombardi ficou com lag, tambem tivemos o cuidado de postar a reprise da corrida para que todos possam ver com mais detalhes como foi a disputa no GTBR1.

Emocionante, com muitas surpresas e alguns acidentes, incidentes e toques. O piloto Everson Vieira foi convocado para Comissão de Pilotos para algumas orientações e solicitação de melhora da qualidade de internet. Infelizmente tambem tivemos a queda de Felipe Caminha, que tentou entrar algumas vezes e não conseguindo largar, mas ambos marcando 1 ponto na etapa e irão disputar o GTBR2 na próxima etapa.

Thiago Gonzaga conquistou a vitória e Bruno Cruzeiro a P2. Bruno Cruzeiro tinha todo o direito de registrar recurso sobre um incidente de pista gerado por Thiago Gonzaga, mas demonstrou espirito esportivo e fairplay ao não registrar e ao verificar que Thiago Gonzaga em uma atitude exemplar, ainda esperou com que Bruno Cruzeiro se recolocasse a frente na disputa.

Na P3 Guilherme Walicek que fez uma corrida sólida, não conseguindo encostar nos ponteiros exceto na saída da primeira parada, e também não permitiu a aproximação de Marcos Grina que cruzou na P4. Marcos Grina administrou a vantagem que tinha para Júlio Coting no último stint, e desta forma Julio Coting ficou com a P5. Márcio Almeida cruzou na P6 seguido de perto por Diego Kreusch na P7 e seguido de Paulo Silva na P8. Aliás Paulo Silva teve um enorme prejuizo ao rodas na volta 1 e ainda enfrentar dificuldades com o Lag do piloto Everson Vieira que retirou seu carro da disputa antes de completar 80% da prova.

Conrado Bastos, Renato Alves e leonardo Maganha fecharam respectivamente na P9, P10 e P11 fechando a prova.

Desta forma, Felipe Caminha, Everson Vieira, Renato Alves e Leonardo Maganha irão disputar a GTBR2 na próxima etapa.

Considerações Finais

Infelizmente tivemos muitos incidentes e toques na etapa de Nurburgring e a desclassificação de um amigo e piloto. A Comissão de Pilotos esta trabalhando ativamente com objetivo de orientar todos os pilotos envolvidos e requerentes para que tenhamos na próxima etapa e próximos campeonatos disputas lindas e de orgulho em se ver na tela.

No mais vamos para última etapa com o campeonato totalmente aberto, pois com o mau resultado de Paulo Silva sua vantagem caiu para apenas 5 pontos para o P2 Guilherme Walicek e 11 pontos para o P3 Bruno Cruzeiro. Tudo pode acontecer, portanto, se segure na cadeira e prepare sua adrenalina para a próxima e última etapa do Cayman Porsche Cup.

responseveIframe(); function responseveIframe() { $('iframe').height( $('iframe').attr("height") / $('iframe').attr("width") * $('iframe').width() ); } /*this functions is only needed to see the resize as you drag display border*/ $(window).resize(function() { responseveIframe(); });